I Was Made For You”
“Cap #4 – When Everything is Changing…

Advertências:
Classificação: NC
Completa: [ ] Sim [X] Não

“Eu estou grávida…” Ela sussurrou com a voz tremula “Você é o pai

— Flashback On

— Quarta-Feira | 05h30

Mais uma noite sem dormir. Temperance revirou de um lado para o outro na cama, o relógio ao lado da cabeceira marcando 5h30 da manhã, frustrada ela se levantou sentando-se a beira da cama, qualquer tentativa de voltar a dormir seria inútil, como havia sido nos últimos dois dias. Ela sorriu diante a imagem de seu parceiro dormindo tranquilamente ao seu lado “Estaria ele ciente do que estava por vir?”

Temperance esfregou o rosto tentando afastar aquelas ideias, mas era impossível. Seus olhos fixados a terceira gaveta da prateleira, seus pensamentos voltados a uma simples caixa escondida debaixo de várias peças de roupa, algo tão simples que poderia mudar sua vida para sempre “Ou não” ela sussurrou para si mesma tentando se tranquilizar, mas quem ela queria enganar? Ela sabia que as coisas estavam mudando, ela só desejava que estivesse preparada para essas mudanças, se é que realmente elas estavam ocorrendo, ao menos ela teria respostas ao final do dia, essa incerteza a estava enlouquecendo.

— Quarta-Feira | 15h35 —

Temperance lavou rosto, o gosto amargo ainda na boca, impedindo que ela esquecesse o que acabava de acontecer, tudo parecia movimento ao seu redor, e suas visitas ao banheiro estava se tornando cada vez mais constantes. Todas as peças se encaixavam… Tudo ao seu redor lhe levava para apenas uma explicação, a qual ela recusava aceitar “Não pode ser” continuava a repetir para si mesma, como se isso fosse capaz de alterar o que estava acontecendo.

Ela repassava detalhe por detalhe do último mês tentando entender o que aconteceu, sem muito sucesso ela tentava focar no trabalho, mas qualquer distração era inútil, seus olhos continuavam a olhar o relógio, minuto por minutos, checando incansavelmente sua caixa de email esperando por uma resposta.

Seus olhos voltaram-se para a tela do computador quando o aviso de uma nova mensagem subiu no canto da tela. Seu coração começou a acelerar, com as mãos tremulas ela respirou fundo e abriu o email. Diante a tantos termos técnicos que ela pouco entendia ou que seu cérebro era incapaz de processar no momento, logo abaixo em letras maiúsculas, uma simples palavra chamou sua atenção “POSITIVO”.

Temperance sentiu seu mundo rodar, como se não tivesse mais chão, seu coração falhando algumas batidas, ela sentiu certa dificuldade para respirar, aquilo realmente estava acontecendo, sua vida estava mudando e desta vez não haveria caminho de volta. Ela levou as mãos ao rosto, agora se dando conta das lágrimas que até então escorriam despercebidas, Temperance não sabia dizer se eram lágrimas de alegria, emoção, ou medo diante ao que estava ocorrendo, talvez uma mistura de tudo. Ela respirou fundo, ela não tinha mais escolha, o que estava feito, estava feito, agora ela teria que arcar com as consequências.

— Quarta-Feira | 20h30 —

Naquela noite Temperance resolveu ir andando de volta para casa, apesar da insistência de Booth que dizia passar para pega-la, ela preferiu encontrá-lo mais tarde em seu apartamento. Agora um pouco mais acostumada com a ideia ou ciente das mudanças, ela preferiu respirar um pouco de ar fresco antes de contá-lo.
No caminho ela passou em frente a uma loja de bebês, não se conteve em rir diante a situação, se Booth estivesse ali, sem dúvida diria que é algum tipo de mensagem, coisa do destino. Ela não resistiu e entrou na loja, por mais irracional que fosse aquilo, talvez levando algo, diante de toda aquela magia que aquelas pequenas peças de roupa passava, as coisas seriam mais fáceis, tolice talvez, mas parecia certo.

— Quarta-Feira | 21h15 —

As batidas na porta chamaram sua atenção. Seu coração começou a acelerar…

“Respira fundo Temperance, tudo vai ficar bem” ela repetia para si mesma, tentando se tranquilizar. O que Temperance não sabia é que Booth tinha sua surpresa.

“Bones,” Ele disse com um sorriso no rosto assim que a parceira abriu a porta “Adivinha quem eu trouxe para jantar com agente?”

Antes que ela pudesse responder o garoto saiu de trás da parede com um sorriso no rosto “Eu!” Ele disse em tamanha empolgação.

“Parker!” Ela não esperava vê-lo hoje, mas não podia negar, ao ver o menino sorrindo, uma sensação de leveza e tranquilidade tomaram conta dela “Entre” Ela abriu a porta dando passagem para pai e filho.

Booth roubou um leve e rápido beijo dela enquanto o garoto estava distraído “Ele ainda não sabe” Booth sussurrou para a parceira gesticulando entre eles “Então Bones, tive que pegar o Parker na escola, pois a Rebeca ia ficar até mais tarde no serviço, ela vai passar depois para pegá-lo, será que ele pode se juntar a nós para jantar?”

“Claro que sim! A comida já está pronta!” Ela disse se dirigindo para a cozinha seguida por eles.

O jantar ocorreu tranquilamente, e a animação do garoto a fez se distrair um pouco. Mais tarde quando o menino já havia ido embora e estavam apenas os dois sozinhos Temperance cogitou umas duas vezes em contá-lo, mas não teve coragem.

“Está tudo bem Bones?” Ele perguntou preocupado deitando-se ao lado dela na cama

“Sim… só um pouco cansada…”

“Muito trabalho?”

“Mais ou menos…” Ela odiava mentir para ele, em especial algo tão importe “É que não dormi direito noite passada”

“Ah…” Ele disse com um sorriso no rosto “Prometo ficar então aqui quietinho ao seu lado pra você dormir” Dito isso ele a puxou para perto de si a envolvendo em seus braços.

Temperance apenas sorriu. As mãos do seu parceiro sobre sua barriga, a vez tremer por um momento “Booth…” Ela respirou fundo, recebendo um sussurro dele que a incentivou a continuar “Eu te amo”

Booth sorriu e depositou um beijo sobre os cabelos dela “Eu te amo” Temperance suspirou mais aliviada, segurando a mão dele que estava sobre sua barriga ela adormeceu. Amanhã seria um novo dia.

— Quinta-Feira | 10h00 —

O dia havia começado cedo naquela quinta-feira, ambos haviam recebido ligações da Cam logo pela manhã informando a ocorrência de um assassinato em uma pista de boliche, para completar Angela estava prestes a dar luz a qualquer momento, definitivamente Temperance estava convencida de que a conversa entre ela e Booth teria que ser adiada por algumas horas, em especial depois que descobriram que teriam que ir disfarçados a cena do crime, como um casal, que adorava jogar boliche. Temperance não sabia se seria pior continuar escondendo o segredo de Booth ou agir naturalmente diante do seu pai, agindo como se nada estivesse acontecendo entra ela e o parceiro, já que ninguém, com exceção da Angela, sabia do relacionamento dos dois.

— Quinta-Feira | 19h35 —

Depois de solucionado o crime, os dois partiram em direção ao hospital em que Angela estava prestes a ganhar o bebê.

Esperar na sala ao lado não estava sendo a melhor coisa para Temperance no momento, os gritos da sua amiga, vindos do quarto, a deixava cada vez mais apreensiva, só de pensar que em alguns meses estaria passando pela mesma situação, ao lado, Booth parecia impaciente para conhecer a criança, assim como todos seus amigos.

Temperance engoliu seco quando ouviu um pequeno choro, se tornando cada vez mais forte. Ela enxugou uma pequena lágrima que insistiu em cair, tomando cuidado para que ninguém na sala notasse sua evidente emoção. Quando Hodgins atravessou a porta carregando um pequeno embrulho azul um sorriso tomou conta do seu rosto. Eles se levantaram em comum acordo indo em direção ao pequeno novo integrante dessa ‘família’, em meio a tantos rostos conhecidos, Temperance retirou os olhos do bebê procurando pelo parceiro que sorriu para ela, naquele instante ela sentiu uma tranquilidade, talvez as coisas no fim ficariam bem. Ela sorriu de volta e sem que eles a percebessem, saiu entrando no quarto onde a amiga estava.

“Ei…” Ela disse batendo de leve na porta anunciando sua chegada “Como que foi?”

“Foi lindo…” A artista respondeu com um sorriso no rosto “Foi um sonho”

Temperance sorriu diante a amiga “Aqui” Ela disse esticando um pequeno coelho de pelúcia.

“Olha isso aqui”

“É do Booth também” Angela sorriu. Temperance respirou fundo ainda com um sorriso no rosto. Talvez ela estivesse preparada para essas mudanças.

— Flashback Off

Os dois deixaram o hospital, enquanto caminhavam de volta para casa, eles conversavam, estava mais do que na hora dele saber.

“Eles pareciam felizes” Brennan disse se referindo a Hodgins e Angela.

“Sim,” Ele afirmou com um sorriso no rosto “Eles tiveram um filho”

“Mas a vida deles mudou. Você não acha que eles deveriam estar um pouco mais apreensivos?”

“Bem, você sabe ter um filho… Isso é uma coisa boa”

Brennan parecia um tanto surpresa com o argumento dele “Você realmente pensa isso?” Ela perguntou apreensiva.

“Sim é uma ótima coisa. O que? O que?” Ele perguntou ao notar que a parceira estava apreensiva. Temperance estava tensa e com um olhar de preocupação “Ei Bones, o bebê está bem, com saúde, eles tiveram um bebê saudável, Ok? Eles se amam. Esse é o dia mais feliz da vida deles” Por mais que Booth estivesse certo quanto a Hodgins e Angela, algo ainda a preocupava, Temperance continuava ali, parada sem reação “O que?” Ele voltou a questionar.

“Eu…” Sua voz falhou por um momento “Eu estou grávida” Definitivamente Booth não esperava por isso, ele a olhava ainda surpreso com a notícia que acabara de receber “Você é o pai” Ela completou, com a voz ainda tremula.

Um sorriso aos poucos foi se intensificando em seu rosto. Ali estava à mulher que ele mais amava e admirava na vida, parada a sua frente dizendo-lhe que esta a espera de seu filho (a), seus olhos brilhavam de tamanha felicidade.

Qualquer vestígio de medo ou aflição que ainda tomassem conta de Temperance desapareceu naquele momento vendo a reação de Booth, o sorriso se intensificando, o brilho no olhar era tudo que ela precisava naquele momento, as expressões de tensão e angustia desapareceram, e deram espaço a um lindo sorriso no seu rosto.

Cause I know you’re out there,
And your, your love came for me.
It’s a crazy idea that you were made,
Perfectly for me you’ll see.

Just like the movies.
That’s how it will be.
Cinematic and dramatic with the perfect ending.

When he’s the one,
You’ll come undone,
And your world will stop spinning,
And it’s just the beginning.

Aqui está o novo capítulo da FanFic “I Was Made For You” 

Eu tentei retratar mais ou menos como eu imaginei quando a Brennan descobre que está grávida do Booth.
Espero de coração que vocês tenham gostado, e please… não deixem de comentar, a opinião de vocês é muito importante pra mim!
Aguardem a continuação na próxima quinta-feira! 😉

PS. Pra quem ainda não leu os capítulos anteriores você pode ter acesso á eles neste link AQUI



Texto por: B-Obsessed
Música: Not Like The Movies – Katy Perry ♫

Anúncios